20 de junho de 2012

*a minha leitura


*este é o livro que estou a ler há uns meses e o facto de ser há uns meses é algo não muito positivo para a minha pessoa. 

*gosto muito de ler e como tal nunca demoro muito tempo a ler um livro. apesar disso tenho três "velocidades", como a maioria das pessoas, acho:
  • uma semana no máximo quando a estória é de tal maneira cativante que não conseguimos parar ler nem para comer ou dormir;
  • até um mês para qualquer livro normal;
  • mais de um mês para qualquer livro que não puxa nadinha nadinha e só a muito custo a coisa lá vai.
*pois bem, "Cemitério de Praga" de Umberto Eco enquadra-se na terceira categoria da "velocidades" de leitura. o habitante masculino desistiu ao fim de pouco tempo. diz que perde o fio à meada e não consegue perceber nada do que o autor quer dizer. eu também já o podia ter feito, mas tenho um grave problema: não consigo desistir de ler um livro quando o mesmo foi um presente - apesar de não me ter sido oferecido a mim, mas ao habitante masculino. tive exactamente o mesmo problema com o "Alta Fidelidade". detestei o livro, mas como foi oferecido por uma amiga tive mesmo que o ler - por vontade própria claro. e mesmo o desistir é algo que não gosto de fazer. em toda a minha vida só desisti de ler dois livros: "A Metamorfose" de Kafka e "O Memorial do Convento" de Saramago. não sei porquê, mas estes dois livros não puxaram por mim quando os tentei ler. tenho que ir à biblioteca do meu avô e tentar novamente. pode ser que desta vez o consiga fazer..

*mas voltando ao "Cemitério de Praga"... não consigo ter uma opinião muito concreta do livro. ele é um bocado maçudo, é certo,e daí a minha dificuldade em o ler mais depressa, mas ao mesmo tempo tem algo de cómico e caricato. bom, vou continuar a fazer um esforço, mas cheira-me que ainda vou demorar mais uns meses para o conseguir terminar..

9 comentários:

  1. Ora bem, deixa-me lá organizar o meu pensamento...
    Sobre o Eco, entendo-te bem. É vergonhoso para mim admiti-lo, mas 'O nome da rosa' foi dos livros que mais horrores me custou a ler e li-o porque o meu curso inclui o italiano e parecia-me mal desconhecer um dos grandes escritores italianos. Fui à segunda volta com 'O pêndulo de Foucault' e desisti mesmo, assim de o pôr de parte e ir ler a Maria. É que não consigo mesmo.

    A sorte é que o Pennac diz que eu posso fazer isto e o resto é conversa. :P

    Já sobre a 'Metamorfose' e o 'Memorial' foi o inverso, não consegui largar nem um nem outro (e fartei-me de chorar no fim do 'Memorial', juro que não percebi que aquilo ia acabar assim). Embora 'O ano da morte de Ricardo Reis' me tenha sido sofrível...

    Agora ando a ler o 'Abraço', do José Luís Peixoto, e há quase um mês que o faço e nem a meio vou. Não por ser secante, mas por ser tão abrangente que preciso de tempo para saborear cada texto, refletir sobre ele, antes de partir para o próximo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *então ainda bem que não sou a única a achar que Eco é difícil..

      *quanto aos outros dois tenho que fazer nova tentativa. confesso que "A Metamorfose" me começou logo por irritar com o início em que o homem era acusado de tudo e nem direito a defesa conseguia ter e afins, e como sou de direito isso irritou-me profundamente e como tal foi chutado para canto. o Saramago tem o problema daquela maneira de escrever e por isso nunca li nada dele.. mas como era uma miúda, vou tentar agora que estou mais sábia e crescida (lol) e dar o benefício da dúvida ao senhor.. =)

      *esse do Peixoto não conheço. recomendas?

      Eliminar
    2. Recomendo totalmente! Já me comovi, ri, irritei e nem a meio vou. lol

      O Saramago tem um truque para ser lido sem dificuldade. Já o ensinei aos meus alunos e acho que deu resultado (eles não são certos). Os textos do Saramago são para ser ouvidos, quando contamos histórias oralmente não há parágrafos, marcas de discurso direto e toda a organização formal a que estamos habituados, logo, imagina que na tua cabeça alguém te lê o texto e deixa fluir. É uma diferença abismal. :)

      Eliminar
    3. *hmmm, se alguém me tivesse explicado isso antes, talvez eu já não estivesse nesta ignorância da obra de Saramago. vou experimentar! obrigada pela dica "stôra"!!! =)

      Eliminar
  2. Adoro ler, mas ando com taaaanta preguiça.

    ResponderEliminar
  3. Confesso que quando não me puxa logo e me prende, é livro que vai para o fundo da estante e não me preocupo mais em arrastá-lo até ao final...

    ResponderEliminar
  4. Umberto Eco. Gabo-te a coragem!
    É sempre pesaaaado, mas bom.

    Por aqui, adora-se ler, mas o raio da tentativa de tese anda a roubar tempo.
    Em pausa temos 3º livro de Game of Thrones (Storm of swords) e temos mais uns quantos em cima da mesa de cabeceira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *já ouvi falar desses livros, mas nunca tentei sequer ler. qual é a tua opinião?

      *o outro que já comecei, mas também não acabei é o Mein Kampf, versão inglesa. não por ser complicado, mas por (e vais achar ridículo, mas enfim) não gostar de ler no ipad! custa-me e por isso vai levando uma eternidade..

      Eliminar
  5. Também lá está para eu o ler... ainda não lhe peguei...

    ResponderEliminar