13 de julho de 2012

*o bicho cá dentro

*adoro - not! - a expressão "é um bichinho que eu tenho cá dentro"!!! wtf, bichos?? mas esta gente não arranja uma expressão um pouco menos visual?? é que cada vez que ouço isto só consigo imaginar aquele bicharoco nojento do Stargate.. e o bicho aliado a uma conversa disparatada dá-me comichão..

*isto a propósito do "Verão Total". uma vez que os canais fox e fox life estavam sem funcionar, lá tive que levar com os tugas e, nisto, deparei-me com uma entrevista em que a entrevistada dizia dizia que "é um bichinho que eu tenho cá dentro" e rematava com "sempre que posso estar perto de uma escola, estar perto de crianças, fico muito feliz".. serei só eu a ver aqui um problema?? primeiro fala de bichos dentro dela e depois diz que só fica feliz perto de miúdos.. realmente há gente que não tem noção das coisas que lhe saem da matraca.. a dos bichos ainda é como o outro, mas a da felicidade junto de miúdos é demais.. 

6 comentários:

  1. R! esses programas estão interditos a pessoas cuja sanidade mental está a 100%, já deverias saber isso hehehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *pois.. e lembro-me sempre do porquê de não os ver quando volta e meia lá calho. já desliguei a tv: se não consigo ver os que me interessam, mais vale não ver nada..

      Eliminar
  2. As pessoas não se sabem exprimir; até dá dó.
    Desliga "mazé" a tv que isso faz mal à moleirinha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *faz mesmo.. volta e meia fico sem palavras com o que vejo e ouço.. enfim, é a tv que temos!!

      Eliminar
  3. Estas pérolas que por vezes as pessoas dizem, sem qualquer contexto e lógica põe-me doida. Chego a sentir vergonha alheia ao ouvir certas coisas que certas pessoas dizem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *como te percebo.. mesmo aqui em Münster, por vezes, na rua ouço diversos tugas à conversa e a única coisa que faço é baixar a cabeça e não dar a entender de que percebo o que dizem tamanha é a vergonha.. pensam que ninguém os entende e dizem as coisas mais aberrantes que se pode imaginar..

      Eliminar