8 de janeiro de 2013

*perder coisas


*se há coisa que me irrita solenemente é perder o que quer que seja, independentemente do seu valor. prefiro estragar a dita coisa do que perdê-la, já que na primeira hipótese a vontade ou simplesmente a falta de jeito é voluntária, ao invés que a segunda é por um acto parvo de cabeça no ar..

*descobri hoje de manhã, a caminho do bus, que tinha perdido o meu pass - aquele, sabem, que levou um aumento de 5€.. lá voltei para casa à procura dele e não o encontrei em lado nenhum. lembro-me de quando foi a última vez que o usei, onde e como o arrumei dentro da carteira. virei tudo ao contrário e o palerma não apareceu. fiquei doida!! sim eu sei que é só um pass, mas é um pass que comprei há dois dias, que custou 63,40€, que usei apenas duas vezes e que daria para um mês inteiro.. e o mais parvo disto tudo é que o resto que se encontrava no sítio onde ele também deveria estar não desapareceu: cartões importantes e dinheiro..

*bom, não tenho outro remédio que ir comprar outro, se bem que a vontade de o fazer é nula. lá vou eu desembolsar mais 63,40€.. que neura!! tenho mesmo que mudar esta minha forma de ser: reajo sempre mal a este tipo de coisas e primeiro que me acalme leva algum tempo..

3 comentários:

  1. Tu cala-te que eu perdi um anel super caro de um designer de topo. Nem me contenho com a irritação que sinto. Perder o pass é uma caca. Porque ele é tãooo caro. :/

    ResponderEliminar
  2. Odeio quando perco coisas, ainda por cima como é raro isso acontecer, quando acontece fico doida!

    ResponderEliminar
  3. Perder objetos é coisa de irritar almas mais calmas... Mas o pior vai ser se depois de comprares o outro descobrires o antigo num local mesmo óbvio (aconteceu isso com o meu passaporte)...

    http://ovagoencanto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar