7 de janeiro de 2013

*tristeza


*estou triste. não porque alguma coisa negativa aconteceu, mas porque sinto que perdi uma parte de mim..

*desde que vim para a Alemanha que não exerço a minha actividade profissional (advocacia), não porque não queira, mas porque fica muito difícil por diversas razões. assim, em dezembro, quando fui de férias, resolvi fazer o requerimento junto da OA para suspensão voluntária da actividade. e não foi de ânimo leve que o fiz...

*confesso que pensei e repensei a situação mil vezes, chateei o maridaço (que me deu o seu total apoio para tudo), mudei de opinião n vezes, mas acabei por decidir com base na razão monetária: é que achei que gastar cerca de 1.300€ - entre quotas para a OA e quotas para o CPAS - ao ano, sem fazer nenhum ou sequer receber qualquer tipo de vantagem, era um abuso e ficar com esse valor dava algum jeito, principalmente com uma criança a caminho..

*lá fiz o requerimento, enviei e não pensei mais no assunto. até hoje, que decidi ir ao site da OA e ver como se encontrava a  minha inscrição: "inactivo desde 20-12-2012". sabia que isto ia acontecer, claro, mas vê-lo efectivamente feito deixou-me com um enorme sentimento de vazio...

4 comentários:

  1. Entendo-te R* mas pensa no que está para vir! Isso pode mudar:) muita força e um beijinho para dar animo!

    ResponderEliminar
  2. Convite

    Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
    Eu também tenho um, só que muito simples.
    Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
    Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
    Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
    E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
    Força, Paz, Amizade e Alegria
    Para você, um abraço do Brasil.
    www.josemariacosta.com



    ResponderEliminar
  3. Pois,
    Imagino que seja mesmo complicado, mas foi por um motivo de força maior... e quem sabem em breve não retomas a tua actividade e voltas a ver o teu estatuto como Sra. Advogada...

    Força...
    Eu também já estive bem mais longe de emigrar para ai (ir para junto da familia...)...

    ResponderEliminar
  4. Acredito que seja desanimador, mas agora tens outras prioridades; tens uma vida que neste momento te preenche de outras maneiras e há que pensar dessa forma. Mas se fosse eu, também ficava muito triste!

    ResponderEliminar