31 de março de 2015

A comida é minha!!


Alguém me sabe dizer quando é que poderei começar e acabar a minha refeição sem ter que a partilhar com um  pequeno ser que habite na minha casa??? É que não há nada que queira comer que sua excelência não queira também...

Férias??


A M. está de férias, ou melhor, a ama da M. está de férias. Seja como for, a pimpolha voltou a ficar comigo em casa. 

Andava eu a planear ir passear com ela e ir até ao parque e afins, mas logo na altura em que o podia fazer o tempo decidiu dar uma amostra da sua graça e quase que nos obriga a ficar em casa: ora chove torrencialmente e troveja ora faz uma ventania que leva tudo pelos ares!! 

Se apesar do tempo posso ir com ela para a rua? Posso, mas como se não bastasse, a miúda voltou a ficar constipada. Esteve quase todo o mês de Março doente, por isso agora não vou arriscar e sujeitá-la a um "clima tropical" destes. Belas férias da Páscoa estas...

28 de março de 2015

Meal Planner

(Photo by R!)
A agenda que comprei tem apenas um único propósito: preparar o plano de refeições!! Pode parecer parvo e ao início - quando via vídeos de outras pessoas sobre o modo como se organizam - até achava o mesmo. Até que decidi dar-lhe uma "chance". Não o queria na minha agenda diária porque, para mim, não faz sentido. Então decidi comprar a agenda mais pequena da Filofax: a Mini; e como na altura até estava em promoção, não pensei duas vezes. E a verdade é que tem feito diferença. Comprei o tamanho Mini, modelo Domino, cor Violet.

Eu detesto não gosto mesmo nada de cozinhar. Faço-o por obrigação. E ter que o fazer todos os dias é algo que me tira do sério. Ora, como é uma tarefa que não me apraz, era capaz de chegar ao fim do dia sem saber o que ia fazer para o jantar, o que se tornava problemático por vezes. Até que comprei a agenda e comecei a fazer o plano. Faço todas as 6as feiras à noite e planeio apenas os jantares para a semana seguinte; os almoços só ao fim-de-semana e quando a M. e/ou o maridaço também almoçam. E a verdade é que tem dado resultado. Planeio tudo com uma semana de antecedência e vejo o que preciso para preparar as refeições, faço a listas das compras e assunto arrumado. E todos os dias à noite, depois de arrumar a cozinha, vejo o que está planeado para o dia seguinte e deixo a descongelar, caso seja caso disso. Claro que o plano não tem que ser cumprido à regra, pois há alturas que, por qualquer motivo, não se cumpre, mas norma geral é cumprido. 

No que ao conteúdo diz respeito:
Fiz as minhas próprias divisórias. Na primeira tenho a agenda propriamente dita, na seguinte a lista de compras para cada semana, na terceira receitas que queira levar de férias (mais à base de bolos e afins) e a última tem apenas folhas brancas. A agenda é composta pela week on two pages que com ela vinha. Não tem muito espaço para escrever, até por a agenda é mesmo pequena, mas como escrevo apenas o prato principal, não é de todo problemático e, pelo menos para já, assim se vai manter.

27 de março de 2015

Germanwings II

Cada vez se tonam mais mórbidos os factos à volta da queda do avião da Germanwings. Afinal foi o co-piloto que decidiu pôr termo à própria vida levando consigo 149 pessoas inocentes. Honestamente preferia que a causa recaísse sobre uma falha técnica qualquer, porque isto de saber que colocamos as nossas vidas nas mãos de outros e esses outros podem não estar psicologicamente bem e decidir atirar-nos a todos para o abismo deixa-me completamente fora de mim.

Eu sei que somos apenas humanos e, como humanos que somos, não somos de todo perfeitos e estamos sujeitos a tudo, inclusive a actos de loucura. Mas uma coisa é estarmos doentes - que aparentemente era o caso dele -, outra é decidir matar outras pessoas.

Segundo as últimas notícias, o homem estava com uma depressão profunda e andava a receber tratamento psiquiátrico. Facto que escondia ao empregador. Mas que tipo de pessoa é esta? Escondeu porquê? Estava à espera de uma oportunidade de estar sozinho e espetar um avião contra qualquer coisa para ter a certeza de que morria? Não percebo, juro que não percebo e tudo isto me deixa revoltada. Não era mais fácil ir para uma ponte a atirar-se para a frente de um comboio? Ainda há coisa de 2 semanas foi o que um fez aqui em Düsseldorf. Lixou a vida a uma data de gente que ia  e/ou queria apanhar aquele comboio, mas pelo menos só se matou a ele.

Confesso que ando completamente transtornada com este caso. Como vivo no estrangeiro, viajo regularmente a Portugal - vou de avião, claro, que isto de fazer viagens grandes de carro é uma canseira. E ontem comprámos a viagem para irmos no verão. Confesso que a vontade de a comprar não foi muita, principalmente quando sei que a causa da queda foi a que foi. Sei lá se o piloto e/ou co-piloto do avião que me leva e traz não faz o mesmo... Tento não pensar muito nisso porque a vida continua e não há efectivamente nada que possamos fazer - porque, a bem da verdade, basta andarmos na estrada para nos acontecer alguma coisa e se não for por nossa culpa é por culpa de qualquer outro.

26 de março de 2015

#27

Fisioterapia


Depois de ter sido sujeita a uma pequena cirurgia - há mais de uma mês!! - ainda não consigo abrir devidamente a boca. Então fui à dentista que me segue e ela aconselhou-me a fazer fisioterapia. Lá marquei e ontem foi a primeira sessão. Nunca passei por experiência mais estranha na minha vida. Já fiz fisioterapia mais até do que devia - o desporto tem destas coisas! -, mas à boca foi uma estreia. Lá tinha a fisioterapeuta com os dedos espetados dentro da minha boca a pressionar a zona em questão. Não estava nada à espera disto... Pensava que a coisa se ia dar com umas massagens na cara, por fora portanto, não por fora e por dentro. E pior, a coisa doeu que se fartou. 

Já tenho mais 5 sessões de tortura, de 40 minutos cada, marcadas e "trabalhos de casa". Sim porque isto não basta fazer fisioterapia, é preciso também fazer exercícios em casa todos os dias. Enfim.... Mas uma coisa é certa, saí de lá já a abrir a boca em 2 dedos!! Sim, porque não chegava a abrir sequer isso. Diz que o normal é abrir 3 dedos. Vou ter muito que penar ainda. 

24 de março de 2015

Germanwings

Diz que um avião da Germnwings se despenhou em França. Ia de Barcelona para Düsseldorf. 

Tenho visto a reportagem da CNN. Apesar de se repetirem um pouco, deixam no ar algumas questões pertinentes: porque não fizeram uma aterragem de emergência no aeroporto que ficava a 30 milhas do local onde caíram ao invés de continuarem por mais cerca de 100 milhas quando já tinham sido demonstrados alguns problemas com a velocidade? qual a razão para se terem despenhado já durante o voo, quando o mais normal é acontecer durante o levantar ou a aterragem? porque não houve contacto por parte dos pilotos quando começaram a perder altitude muito depressa? 

Independentemente das razões, que não saberemos tão cedo, o certo é que receia-se que 150 pessoas - 144 passageiros, 2 dos quais bebés, 2 pilotos e 4 tripulantes - tenham morrido. Embateram numa das montanhas dos Alpes e mesmo que até tenham sobrevivido alguns, a equipa de socorro não consegue chegar depressa por causa do tempo - zona de ski que está de momento cheia de neve!

Esta notícia toca-me pessoalmente. Não conheço ninguém que estivesse no voo (que eu saiba!), mas vivo em Düsseldorf e quer queira quer não, para quem viaja de avião com alguma frequência, como eu,  dificilmente não fica abalado com o que aconteceu. Principalmente quando se está à procura de voos para ir a Portugal nas férias e a Germanwings ser uma das opções.

23 de março de 2015

Organisers

(Photo by R!)
Tinha dito aqui que tinha 2 agendas e que estaria a pensar em adquirir uma terceira. Pois bem, já vou em 4!!! É verdade, as necessidades cá de casa a assim obrigam. =)

Ainda tenho um grande caminho a percorrer para as ter todas como quero e nesse percurso sou capaz de arranjar mais umas quantas!!

Para já tenho uma tamanho A5, duas tamanho Personal e uma tamanho Mini. Todas marca Filofax!  Claro que têm fins diferentes e comportam diferente informação, mas todas são usadas diariamente. 

20 de março de 2015

Primavera!!



Diz que hoje chegou a Primavera e com ela o sol, o verde, os pássaros, roupa mais leve. E eu ... não dei por nada: o sol hoje decidiu nem se mostrar, tornou a arrefecer e os pássaros esses não se ouvem por lado nenhum. E amanhã parece que vai chover. Enfim, espero que seja coisa que não se mantenha por muito tempo e que ela venha para ficar. 


Update

À 24 horas sem febre! Finalmente!! 

Estes últimos dias têm sido do pior: com febre, rabugenta, mais carente e sem grande apetite. Mas pior que tudo isto é a preocupação de não saber o porquê de estar com febre. Pode ser do tempo ou simplesmente coisas de crianças, mas mãe que é mãe fica sempre de coração apertadinho. 

Mas Agora sim, posso começar a relaxar!! =)

Habemmus virus - parte II


Já lá vão 15 dias, mas o animal decidiu que não ir embora desta casa.

Eu e o maridaço continuamos constipados e a M. anda a fazer episódios de febre desde 3ª feira, sem que se saiba porquê, além de uma infecção nos olhos. Já fui ao pediatra e nada. A infecção está tratada, mas para a febre não há explicação.

Depois, como se não bastasse, a infecção dos olhos salta para mim. Já não bastava estar constipada e mal conseguir respirar, ainda tinha que levar com mais esta. Enfim...

Este mês de Março está a ser terrível. Espero que acabe depressa!!

16 de março de 2015

Exercício?? Oh well..


O maridaço decidiu que queria fazer exercício físico. Fantástico, digo eu, mas é uma resolução que acaba sempre por não durar muito tempo e que nos deixa sempre com um contrato em mãos para cumprir: ele não vai, mas temos que pagar!!

Como é situação recorrente - inscreve-se, vai, deixa de ir, continuamos a pagar, passam 2 anos, cancelamos a inscrição -, desta vez decidiu que não se ia inscrever, mas sim comprar uma elíptica cá para casa. Procurou procurou e encontrou uma que lhe enchia as medidas e que não nos levava à falência. 

Depois de algumas peripécias com o transporte, a dita cuja lá chegou hoje. Já está no local de eleição e pronta a ser utilizada. Vamos ver se ele lhe dá efectivo uso.. Eu já experimentei e faço planos de a utilizar 2 a 3 vezes por semana. Afinal tenho tempo e também estou a precisar de fazer exercício. Mas quero é ver se ele vai mesmo cumprir com o prometido. Afinal de contas, se não fosse por ele aquele monstro não entrava cá em casa..

9 de março de 2015

Monschau!


Com o bom tempo que esteve no fim de semana - as temperaturas começaram a subir e o sol finalmente a aparecer - fomos passear até Monschau. Fica na NRW, na zona da Eifel Setentrional e é uma pequena cidade encantadora. Muito ao género do Piódão, mas versão movimentada e cheia de vida. 

Passeámos, almoçamos num restaurante muito simpático, com boa comida e child friendly (cadeira de refeição, muda fraldas, menu, brinquedos!! =D).  A M. adorou andar a correr, e a cair!, pela cidade, não queria estar no carrinho e esteve entretida durante todo o almoço.

Foi um dia muito bem passado, divertido e encheu-me a alma! 

6 de março de 2015

Nova paixão


Sempre adorei agendas e o planear do meu dia. Ando sempre - salvo quando sei que não preciso mesmo -, desde que me lembro, com uma atrás. Sou, sempre fui e sempre serei uma pessoa que precisa de papel. Admito que também uso a agenda electrónica, mas apenas para aquilo que tem dia e hora marcada, caso contrário preciso de papel à mão para escrever.

No entanto sempre senti que as agendas que existiam não eram AS agendas de que precisava. Ou faltava espaço para organizar o dia, ou faltava espaço para escrever notas, ou ou ou..

Até que comprei uma Filofax - as de argolas, em que podemos colocar todos os feitios de papel. Ainda estou a tentar decidir que tipo de opção me dá jeito para me organizar. Gosto de ter tudo no mesmo sítio, sem ter que andar de um lado para o outro a desfolhar a agenda: tudo o que preciso tem de estar escrito no próprio dia. Para já tenho uma week on two pages, mas não sei se estou totalmente agradada com a coisa. Vou ter que esperar mais um tempo para perceber. Mas pelo menos estou satisfeita com o restante. Existem n vídeos sobre o tema, uns bons outros nem por isso. Tenho visto bastantes e isso ajudou-me a perceber o que preciso e o que funciona comigo.

Para já uso duas - sim duas! -: uma que anda comigo para todo o lado e outra que fica em casa. Ando a ponderar arranjar uma terceira com um fim diferente, mas para já fica em standby

5 de março de 2015

Habemmus virus


Ah pois é, parece que anda um qualquer vírus a rondar a casa. Felizmente não atacou a M. e espero que assim se mantenha..

Começou por chatear o maridaço: dores de cabeça, dores de estômago, tonturas, episódios de frio. Foi ao médico: "é um vírus", diz ele. E assim ficou, sem cura, à espera que o animal se decidisse a ir embora. E acho que até teve vontade, mas pelo caminho decidiu fazer-me uma visita: "ah, pensavas que escapavas", rosnou ele. Agora ando eu com dores de cabeça, dores de estômago, tonturas e com episódios de frio. 

Segundo o médico, aquando da consulta do maridaço, a coisa só se pega através de fluidos, por isso estou com alguma esperança que não ataque a M.. É que chega ao ponto de ser desesperante!! Ontem estava de tal modo que fui para a cama às 21h30!! Enfim, vamos ver como correm os próximos dias. Para já estou bem, mas ontem também estava e só fiquei mal ao fim do dia - tal como acontecia com o maridaço -, por isso não vou já cantar de galo..

Wish me luck!!!

4 de março de 2015

O que raio acontece ao tempo??


Gostava de saber o que acontece ao tempo. É que sinceramente não dou por ele passar.

O maridaço diz que tenho uma vida santa: como não trabalho, tenho tempo para fazer tudo! Engana-se.. Tenho toda a lida doméstica para tratar, passar a ferro ("ah, mas podes fazer quando queres", diz ele - errado! Tenho que fazer quando a garota não está em casa), fazer compras e cozinhar. E às 15h vou buscar a miúda. Mal sobra tempo para a minha pessoa!!

E o sinal disso é que por vezes, quando dou por ela, tenho que almoçar à pressa para a ir buscar.

3 de março de 2015

Home finance - parte II


Ufa.. Afinal o erro foi mesmo do funcionário, que em vez de apenas reservar, mandou debitar o custo do hotel no cartão de crédito do maridaço. Antes isso. Assim escuso de cancelar o cartão e fazer queixa por fraude e, acima de tudo, não perco dinheiro!!

Só espero é que o mariadaço lhe tenha dado forte na cabeça. Nós já sabíamos que o homem, volta e meia, tinha umas paragens cerebrais, mas tanto é que não. Não fosse eu ser como sou (ver tudo ao detalhe) e tínhamos pago do nosso bolso uma despesa que compete à empresa. Enfim...

The end

Home finance


Apesar de o maridaço ser licenciado em Finanças e trabalhar na área, sou eu que tomo conta das finanças cá de casa: aponto em papel e numa aplicação para ter a certeza de que tudo corre sobre rodas. 

Faço o controlo algumas vezes por mês e hoje foi um desses dias, nomeadamente no que ao pagamento do cartão de crédito diz respeito. E eis quando me deparo com uma compra de 148,50€ numa agência de viagens que nenhum dos dois sabe do que se trata!! Vasculho tudo (agenda, aplicação, papel que uso para as finanças) e nada, nem sinal do raio da compra. Ligo para o Banco e não me conseguem dar muito mais informações. Apenas dizem que caso não tenhamos sido nós a fazer a compra, que os dados devem estar comprometidos e que devemos requerer o cancelamento do cartão e a queixa por fraude.

Continuo a matutar na coisa e reparo que a data do pagamento foi uns dias antes de uma viagem que o maridaço fez em trabalho. Será?? Ele disse que a conta tinha sido enviada para a empresa. Mas será que o funcionário fez borrada e fez a reserva com o cartão de crédito do maridaço e o colocou como opção de pagamento?? Espero que tenha sido efectivamente isso, pois caso contrário ficámos a arder com o dinheiro e um problema em mãos. Agora apenas me resta esperar por novos desenvolvimentos.

To be continued....