14 de janeiro de 2016

Há dias e dias


Há dias feios e dias bonitos. Não tanto por estar a chover ou um sol radiante, mas porque nós próprios nos sentimos menos bem. E hoje, para mim, é um dia feio. Claro que o estar a chover torrencialmente não ajuda, confesso.

Estou farta de estar fora do meu país, de me sentir limitada pela língua, de não saber se a minha filha é totalmente feliz no infantário onde está, até porque eles não nos dão todas as informações que recebemos e temos a noção de que as capacidades linguisticas delas são mais limitadas por nenhum de nós ser alemão, de não ter perspectivas de trabalho, não só porque o inglês não é suficiente, como o curso que tirei ser muito específico e só mesmo em Portugal, ou em países lusófonos, conseguir trabalhar.

Enfim, por tudo isto e muito mais, estou cansada de estar aqui e quero voltar. Sei que não é fácil e só conseguiremos mesmo ir quando o maridaço arranjar trabalho, porque com certeza não será à minha conta que conseguiremos sobreviver, especialmente com duas crianças a cargo.

Às vezes sinto-me a fraquejar, como hoje, outras ganho um novo ânimo. Mas este ânimo facilmente acaba, até porque o maridaço está tão ou mais farto que eu, o que não ajuda a encarar as coisas com outras olhos. 

Melhores dias virão! E um futuro mais risonho também! =)

Sem comentários:

Enviar um comentário