3 de maio de 2016

Just...


Estou capaz de matar alguém... Hoje fui dar uma voltinha ao centro da cidade e ia saindo de lá dentro de uma ambulância. Estava eu tranquila da vida a passear a passo de caracol, já que mais depressa também não consigo. Como queria atravessar a estrada, parei nos semáforos e fiquei à espera que passasse a verde para os peões, tal como qualquer bom transeunte. Como estou grande que nem um texugo e quero evitar ao máximo qualquer acidente, nem sequer paro perto do fim do passeio; deixo sempre espaço de manobra para o caso de acontecer qualquer coisa. Quando finalmente passa para verde e eu já tenho os dois pés na estrada (já iam pessoas quase a meio da estrada no sentido inverso ao meu), eis que uma p*** de uma velha num porsche branco decide que não lhe apetece parar no vermelho e, sem sequer olhar para mim, não me leva à frente porque eu dei um salto para trás. Fartei-me de a insultar, mas, claro, caiu em saco roto e ela seguiu caminho como se fosse a dona do mundo.

Não sou de desejar mal a ninguém, mas confesso que ficava contente se a badalhoca da p*** da velha se espetasse contra um poste!

Sem comentários:

Enviar um comentário